Topo
 

Dieta para jogadores de futebol: saiba como montar a sua

Dieta para jogadores de futebol: saiba como montar a sua

Baba, pelada, salãozinho. Seja qual for o nome, o futebol faz parte do brasileiro. O esporte movimenta as pessoas e diversos mercados. Desde o de equipamentos esportivos até o alimentício. E este é um ponto que precisa ser bem observado por quem pratica o esporte, mesmo de maneira amadora. Cuidar da alimentação é essencial para manter o alto desempenho. Pensando nisto, separamos alguns itens que compõem uma boa dieta para jogadores de futebol.

Antes de seguir, é bom deixar claro: esta é a nossa dieta para jogadores de futebol. Isto não tira a necessidade de um nutricionista e um endocrinologista. Cada caso é um caso. E, para ter o melhor desempenho em suas atividades físicas, manter atenção na saúde faz toda a diferença.

Batata doce

Famosa entre os praticantes de esportes. E presença confirmada na maioria das dietas para jogadores de futebol

A batata doce é uma das principais fontes de hidrato de carbonos complexos. O que isto quer dizer? Que ela possui absorção lenta. Isto garante uma fonte constante de absorção de energia ao corpo.

Além disto, possui uma boa quantidade de minerais e vitaminas. E possui agentes antioxidantes. Uma boa pedida para quem pratica o esporte.

Abacate

Um dos alimentos com grandes quantidades de boa gordura. O abacate é uma boa fonte de vitamine E, potássio e ácido fólico.

Ele aumenta a sensação de saciedade e ajuda nos níveis de energia. Além disto, é um bom agente regulador do sistema vascular e cerebral.

Derivados do leite

Neste ponto, temos duas boas recomendações. O iogurte grego e o requeijão.

O primeiro por conter o dobro de proteínas que os iogurtes comuns.

Já o requeijão por conter caseína. Esta proteína age diretamente no fornecimento de aminoácidos essenciais para o bom funcionamento dos músculos. A dica de ouro, aqui, é consumi-lo à noite. Ela suprirá a falta de nutrientes absorvidos durante o sono.

Importante: por serem derivados do leite, pessoas com intolerância à lactose devem ter cuidado. O ideal é passar por um nutricionista antes, para achar substitutos saudáveis.

Frutas secas

Os benefícios das frutas secas são enormes. E a inclusão delas em uma dieta para jogadores de futebol é bastante interessante.

São fontes generosas de boa gordura (monossaturada e polinsaturada), fibras, proteínas e vitaminas.

Aqui podemos destacar avelãs, castanhas e amendoins. Mas é preciso ficar atento! As frutas secas possuem grandes quantidades de calorias. Exagerar na dose pode dar um efeito indesejado.

Ovos

Não sabe o que fazer com a placa de 30 ovos por apenas R$ 10,00? Agora já tem onde incluí-lo. A verdade é que o ovo é peça fundamental nesta dieta para jogadores de futebol.

O ovo possui uma boa quantidade de proteínas 100% biodisponíveis. Cerca de 6 a 7g. e isto na clara, que possui baixa gordura. Além disto, é rico em vitaminas essenciais, como o complexo B, e uma ótima fonte de minerais.

Ele ainda possui agentes oxidantes. A luteína, que age no bom funcionamento da visão, é um deles. O ovo pode ser consumido em qualquer momento do dia. E ajuda na sensação de saciedade.

Aveia

Uma verdadeira fonte de energia. A aveia prepara o corpo para atividades físicas de alto gasto de energia. E, por isto, sua presença nesta dieta para jogadores de futebol é notável.

Possui uma grande quantidade de fibras, boa gordura, proteínas e hidratos de carbono. Esta combinação energética deixa o corpo suprido de tudo o que é necessário para uma boa e intensa partida de futebol.

Quinoa

Um dos alimentos que estão em alta nas pautas fitness.

A semente pode agir tanto como substituta do arroz branco quanto acompanhamento para massas. Isto porque não contém glúten em seus hidratos de carbono e uma boa combinação de aminoácidos.

Banana

Outro alimento com presença marcada em dietas para jogadores de futebol. Fonte de potássio, também é uma ótima reserva de energia. Isto porque conta com hidratos de carbono de rápida absorção. O que melhora o desempenho nos jogos e nos treinamentos.

Em sua composição, é, também, rica em fibras e vitaminas.

Montando o cardápio

Agora que já sabe quais os melhores alimentos, é a hora de montar o cardápio.

Antes dos treinos

Para as refeições mais completas, como almoço e janta, o ideal é que sejam feitas até 4h antes do treino. Aqui a prioridade são os carboidratos e proteínas, sem muita gordura. Podemos destacar:

Já para os lanches, o ideal é que sejam feitos entre 1 e 2h antes dos treinos. Aqui o carboidrato volta a ganhar atenção. Porém, o ideal é que os lanches tenham pouca proteína e gordura. Abaixo algumas opções:

  • Pães;
  • Cereais;
  • Sucos;
  • Biscoitos;
  • Frutas;
  • bolos

Durante o treino

Água, bastante água! O corpo perde muito líquido durante uma partida de futebol. Logo, a reposição é essencial. Bebidas isotônicas também são bem-vindas.

Depois do treino

Após um treino intenso, o ideal é repor os carboidratos, vitaminas e proteínas. Isto fará com que seu corpo consiga se recuperar e prevenir lesões.

As proteínas, aliás, possuem papel importantíssimo neste trabalho. São elas que irão auxiliar na recomposição do tecido muscular. Aqui podemos destacar:

  • Carnes magras;
  • Leites e derivados;
  • Leguminosas;
  • Grãos;
  • Barras de proteínas.

E então, o que achou desta dieta para jogadores de futebol? Antes de marcar um gol de placa em capo, é preciso driblar a má alimentação. Pronto para entrar em campo pelo time da boa alimentação?

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Siga nossas Redes Sociais

E acompanhe todas as novidades!